É com satisfação que destacamos que a Liferay recebeu as notas mais altas entre fornecedores analisados para casos de uso B2B e B2E na análise 2020 Critical Capabilities for Digital Experience Platforms*.

O que é a análise de Critical Capabilities do Gartner?

 Muitas vezes não destacado diante de outras análises como o Quadrante Mágico do Gartner, o estudo Critical Capabilities do Gartner tem papel importante para clientes de tecnologia. De acordo com o Gartner, "a análise de Critical Capabilities é um documento comparativo que dá notas para produtos ou serviços concorrentes diante de uma série de diferenciadores críticos identificados pelo Gartner. Mostra quais produtos ou serviços são mais adequados para diferentes casos de uso, oferecendo conselhos práticos sobre quais produtos/serviços você deveria adicionar à sua lista de possíveis fornecedores para avaliação futura". Em outras palavras, um Quadrante Mágico oferece aos leitores uma visão geral de como os fornecedores podem ser comparados em termos de sua "abrangência de visão" e "capacidade de execução"em uma determinada categoria de produto. A análise de Critical Capabilities, por sua vez, observa de perto as capacidades dos fornecedores diante de casos de uso específicos.

Para a Liferay e nossos clientes, um documento de Critical Capabilities se destaca frente aos outros: o Critical Capabilities para Plataformas de Experiência Digital. Este estudo analisa o escopo da experiência digital em três casos de uso principais: business-to-consumer (B2C), business-to-business (B2B) e business-to-employee (B2E). A Liferay alcançou as maiores notas entre os fornecedores avaliados nestes dois últimos casos de uso. A notícia complementa o posicionamento da Liferay como Líder no Quadrante Mágico para Plataformas de Experiência Digital pela décima vez**.

Líder nos Casos de Uso B2B e B2E

Desde 2004, a Liferay ajuda seus clientes a entregar experiências relevantes e engajadoras para seus stakeholders. Nesse período, nossa indústria (de Plataformas de Experiência Digital) passou por grandes mudanças. Entre os movimentos recentes mais notáveis estão a saída de gigantes de software como IBM e Microsoft. Conforme descrito em matéria no CMSWire, sobre o Quadrante Mágico para DXPs, "a saída da IBM era esperada. A companhia vendeu a maior parte de seu software de experiência digital em duas ondas: para HCL em 2018 e para Centerbridge ano passado". Os planos da HCL para o antigo portfólio do WebSphere ainda não são conhecidos.

Com a Microsoft focando cada vez mais na disputa com a Amazon e o Google por fatias do mercado de hospedagem na nuvem, a companhia começou a negligenciar os espaços de portal e intranet. Nada exemplifica mais esse movimento do que o fim próximo - end-of-life (EOL) - do SharePoint 2010, em outubro deste ano. De acordo com o reporter David Roe, "o SharePoint 2010 foi uma das edições mais bem sucedidas lançadas pela Microsoft". O EOL "significa que não haverá upgrades, nem patches de segurança e o 2010 se tornará cada vez menos confiável, tornando-se um risco para qualquer empresa que continue a utilizá-lo". Apesar das empresas estarem livres para migrar para uma nova versão do SharePoint ou SharePoint Online, isso pode ser custoso para organizações que fizeram investimentos significativos na customização de suas implantações em SharePoint.

Por outro lado, a Liferay mantém seu compromisso total em servir casos de uso B2B e B2E e tem lançado constantemente novas funcionalidades. Para exemplificar isso, a Liferay oferece:

  • Controle completo sobre branding com temas, páginas, layouts e aplicações totalmente customizáveis. O Liferay DXP permite aos desenvolvedores criar temas de sites que impactam o visual de todas as páginas e aplicações. Páginas de conteúdo no Liferay DXP permitem ao time de marketing usar fragmentos pré-construídos para customizar suas páginas sem a necessidade de código, além de espelhar o visual corporativo desejado.
  • Ferramentas sociais e de colaboração incluindo blogs, wikis, quadros de mensagem e fóruns, contatos e calendários. Todos os módulos são integrados nativamente, oferecendo inserção de tags, metadados comuns, menções, capacidades RSS e bookmarking social.
  • Um modelo de permissão robusto e detalhado que facilita para administradores a concessão de acesso para usuários individuais ou grupos, e a restrição de acesso a dados sensíveis, independentemente do método de acesso.
  • Suporte para SSO federado usando SAML 2.0 ou OpenID Connect e certificação com sistemas populares de SSO tais como OpenAM, Siteminder, CAS, Shibooleth, Kerberos entre outros. Com o pipeline extensível do Liferay DXP, basicamente qualquer fornecedor ou configuração de SSO pode ter suporte.

Além disso, cada funcionalidade criada está centrada em prover melhor integração e interoperabilidade com outros sistemas. O Liferay DXP permite aos web services Liferay a serem dispostos em vários formatos, incluindo SOAP, JSON, XML, REST e GraphQL. Este foco constante em integração e interoperabilidade, combinado com funcionalidades poderosas, são as razões às quais creditamos as notas dadas pelo Gartner como a melhor posicionada oferta para os casos de uso B2B e B2E no 2020 Critical Capabilities for Digital Experience Platforms.

Casos de Uso B2B e B2E na Prática

Conheça como a companhia de seguros Genworth Financial - listada no S&P 400 - usou Liferay para entregar uma nova intranet com funcionalidade de autoatendimento e visual moderno.

Conheça como a Hewlett Packard Entreprise, multinacional de tecnologia, usou Liferay para estar a frente de seus competidores com um ponto único de entrada para 170.000 parceiros globais.

 

Explore Mais

Para conhecer mais sobre como o Gartner vê o mercado de DXPs, solicite sua cópia cortesia do Quadrante Mágico do Gartner para Plataformas de Experiência Digital 2020.

Leia o relatório  

* Gartner “Critical Capabilities for Digital Experience Platforms” por Irina Guseva, Gene Phifer, Mike Lowndes, 3 de fevereiro de 2020.

O Magic Quadrant for Digital Experience Platforms era intitulado de Magic Quadrant for Horizontal Portals (2010-2016).

**Gartner “Magic Quadrant for Digital Experience Platforms” por Irina Guseva, Gene Phifer, Mike Lowndes, 29 de janeiro de 2020.

O Gartner não defende qualquer provedor, produto ou serviço apresentado em suas pesquisas publicadas, e não aconselha que usuários de tecnologia selecionem apenas aqueles fornecedores com as maiores notas ou qualquer outra designação. As publicações de pesquisa do Gartner consistem da opinião dos organizadores de pesquisas do Gartner e não devem ser interpretadas como declarações de fato. Gartner se exime de qualquer garantia, explícita ou implícita, relacionada à esta pesquisa, incluindo quaisquer garantias comerciais ou adequação para propósitos específicos.

Esse gráfico foi publicado por Gartner, Inc. como parte de um documento de pesquisa maior e deve ser avaliado no contexto do documento completo. O documento do Gartner está disponível mediante solicitação da Liferay.

 

Comentários